Pular para o conteúdo principal

Não percam a edição de abril da revista Ciência Hoje. Abaixo a chamada do site.
O desafio da gestação: por que a mãe não rejeita o feto

Um corpo estranho se instala no ventre da mulher. Por que, ao contrário da reação natural, o sistema imunológico feminino passa a proteger o “invasor”? O artigo de capa da CH de abril explica como a gravidez provoca diversas alterações hormonais e físicas para que a presença de 50% de material genético paterno não gere um ataque do sistema de defesa ao feto. Entenda, ainda, as crises que ocorrem na pré-eclâmpsia e a necessidade de identificar qualquer sinal de anormalidade para que a gestação tenha sucesso

Comentários

  1. Realmente é muito interessante o assunto. Nunca parei para pensar como isso é verdadeiramente um enigma. Mas, como tudo no corpo humano para mim é um enigma, vou procurar a revista para obter maiores informações.

    Luana Antunes - aluna da primeira fase de psicologia matutino

    ResponderExcluir
  2. De fato é uma coisa que a maioria das pessoas não para pra pensar, e é realmente um corpo estranho que deveria ser combatido pelo sistema imunológico como todos os outros, o corpo humano é fantástico.

    Laura Detoni - Aluna de Psicologia, primeira fase, matutino

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

O Renascimento do Parto 2 - PROMOCIONAL com parto pélvico - 2016

As primeiras palavras são fortes e esclarecedoras. As cenas falam por si! Lindíssimo!!! Emocionante!

Cenas de parto!



Gestação consciente - Eleanor Luzes

Caros alunos da Embriologia!

Gostaria de divulgar a vocês, principalmente ao pessoal da Psicologia o link abaixo. O texto em pdf pode ser baixado. Trata-se de um dos capítulos da tese de doutorado de Eleanor Madruga Luzes.  Capítulo II - Gestação consciente. (http://media.wix.com/ugd/e5bd94_feb92b33bf4df4c2438aa7d0ca48ca74.pdf) Eleanor é médica, psiquiatra, analista junguiana há 31 anos, trabalhou durante três anos em obstetrícia, foi professora primária.Tem mestrado em Psicologia, na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e é doutora pelo Instituto de Psicologia da mesma universidade, com a tese de doutorado sobre a “Necessidade do Ensino da Ciência do Início da Vida” nas escolas do segundo e terceiro graus. Sua história e o restante da tese estão disponíveis no site abaixo. /http://www.cienciadoiniciodavida.org/

Fisiologia Respiratória

Leiam e tentem entender as diferenças entre os volumes nas diversas situações demonstradas. Abraços e até semana que vem!

Volumes pulmonares
Sérgio Menna Barreto