Pular para o conteúdo principal

A fisiologia da respiração e o psiquismo humano

Amigos, em minhas constantes procuras por bons artigos que possamos debater encontrei este que relaciona a forma de respirar as emoções de maneira geral. Como não sou entendida em Yoga ou Psicologia, agradeceria os comentários sobre o mesmo. Achei muito interessante. A parte fisológica está correta e aoutra acredito também, pelo menos faz sentido imenso. Espero os comentários. Abraços!

http://www.centroreichiano.com.br/artigos/Anais%202009/ELIAS,%20Marcos%20T.%20Elias%20-%20A%20fisiologia%20da%20respira%C3%A7%C3%A3o.pdf

Comentários

  1. Olá Professora! Olha, muito bom este artigo, muito bom mesmo!! Caramba! Boa escolha pra nossa leitura!
    O autor mandou muito! Todas as relações feitas! Os exercícios explicados ao longo da leitura! Eu li hoje de manhã e realmente a cada linha, a cada frase eu me entregava, mergulhava mais no contexto! Pratiquei os exercícios!! Nossa! Sem palavras! O exercíio de perceber a respiração em cada narina, direita e depois na esquerda,e alternar, inspirar com uma e expirar com outra! As relações feitas! O que vivenciei foi grandioso para mim!

    Bom valeu, é isso!!!

    Mais textos assim por favor!!! Ha!!

    Valeu

    Paulo Henrique.

    ResponderExcluir
  2. Oi Prof!
    artigo maravilhoso!! adorei!!!
    associar duas ciencias maravilhosas como a fisiologia e o yoga num só artigo é demais.
    me senti bem familiarizada com todo o contexto e posso afirmar que tudo o que foi dito está extremamente correto, não só pelo que ja estudei mas também pelo que já experienciei e inclusive ja orientei em minhas aulas. Realmente a tradição do yoga tem muito a nos ensinar a respeito da arte de respirar!
    -tenho um link aqui para vc dar uma olhada:
    http://yogapelapaz.blogspot.com/2010/03/energia-para-dois.html
    se vc se interessar também tenho bastantes livros que tratam sobre este assunto e associam esses dois temas. inclusive alguns deles são as referencias que o próprio autor do artigo usou.
    parabens pela escolha! quem procura acha!! hehe
    beijos,
    Thais.

    ResponderExcluir
  3. Oi Prof!
    Muito bom artigo adorei!!!
    Ja estudei um pouco sobre Lowen em outros cursos e enquanto eu estava lendo, lembrei da ultima citação do artigo. A respiração fundamental na nossa vida, mas respirar adequadamente nem todos conseguem e exige treino, ja que infelizmente com o passar do tempo fomos crescendo e desaprendendo a respirar.!!!
    Bjusss
    Fernanda!

    ResponderExcluir
  4. Olá professora.
    Muito interessante, parabéns pela escolha.
    Gostei da parte que fala sobre o ato de respirar, como sendo uma arte que nos acompanha desde nosso primeiro dia de vida-nosso primeiro momento.
    Também gostei da parte que o autor cita que no aforismo diz-se que a energia vital manisfesta na respiração é a base da atividade da mente, e que por isso as modificações da mente são acompanhadas de modificações da respiração, e por sua vez, as modificações da respiração promovem modificações na mente.

    bastante interessante.
    Felipe Baur

    ResponderExcluir
  5. Oi,professora.
    Hoje li este artigo, pela segunda vez, apesar de na primeira não ter comentado.Ainda que sem muito conhecimento em práticas que trabalham a respiração, achei muito interessante como a respiração denota nosso estado psicológico . Respirar é tão natural que nunca percebemos o quanto ela se modifica em diferentes situações e portanto passivel de ser direcionada. Fantástico! Fiz os exercícios e notei a diferença entre o inspirar e expirar pelas narinas direita, esquerda. Pela minha narina direita o ar entra mais livremente que na esquerda. Deu para perceber bem o funcionamento dos hemisférios. Adorei o assunto!
    Zenir.

    ResponderExcluir
  6. Oi prof.
    Aqui é o Bruno.
    Bastante interessante o artigo. São duas coisas que estão sempre juntas, certo? A qualidade da respiração e do psiquismo, no caso.. Pode-se ver muito isso na prática.
    Reich, Lowen e outros pesquisadores contribuiram e outros muitos ainda contribuem com as pesquisas nessa área, que se mostra bastante obscura quando tenta-se explicá-la e demonstrar seu funcionamento pelos componentes químicos e físicos que compõe o corpo, certo? O que se relaciona também com a antiga discussão de corpo e mente. Até agora, pelo menos não se sabe ao certo os mecanismos físico/químicos que funcionam no relacionamento do corpo com a mente, certo? Será que toda função do ser humano pode reduzida ao funcionamento químico/físico observável? Esse é um assunto que me instiga. É um dos meus estudos. O que você acha prof.?

    Essa atuação na mente através do corpo, pode ser chamada, na área de psicoterapia, de psicoterapia corporal. Nos cursos de psicologia esta parte da psicoterapia quase nem é dada. Em alguns cursos nem é dada mesmo. Tem-se bastante resistência para com esse conhecimento. Não lembro ao certo por que. Intrigas entre as escolas de pensamento..
    Mas em todo caso, acho que com o tempo, fortificada pelos resultados clínicos e pela ampliação da procura, esta psicoterapia corporal vai aparecer mais nas universidades.

    Nós como futuros terapeutas ou mesmo como interessados, pois é um assunto prático, podendo ser aplicado a vida de qualquer um, podemos nos aprofundar nesse estudo. Existem já muitos resultados terapêuticos positivos documentados do trabalho com a respiração. Ainda vamos estudar mais sobre isso em outras matérias, sobre a observação dos sinais que o interagente dá.
    Um beijo, Bruno.

    ResponderExcluir
  7. Isso sim é Naturologia!
    Gostei muito da abertura da disciplina para conhecimentos antigos e tão profundos. A respiração é uma função hoje bem estudada pela ciência contemporânea, mas sua função e importância sempre esteve presente nas tradições e medicinas ancestrais. Interessantíssimo associar a visão da fisiologia com os processos psíquicos. A respiração é a fonte do principal alimento da vida, e sua qualidade também se reflete na qualidade de vida do ser. Na prática terapêutica, os exercícios e a consciência da respiração são fortes ferramentas para ampliar a capacidade vital e a relação do meio interno com o externo. O ar, fluido de troca entre estes meios, nos capacita a estar em contato com o mundo, com tudo. Inspirar e expirar, funções tão básicas e tão especiais que possibilitam toda vida na Terra. Parabéns pela iniciativa e pela abertura. Sinto que estes "novos ares" refrescam a relação de aprender e viver, permitindo um prazer no estudar. Um beijo, Diego

    ResponderExcluir
  8. Olá professora, hei de concordar com os comentários anteriores,o texto é excelente!!! Aponta diretamente para o nosso curso, que traz essas atitudes simples que devemos tomar consciência, como a respiração. Algo tão fundamental e que muitos de nós desaprendemos a fazer da melhor forma, ou da forma mais correta a tirar benefícios maiores de algo tão simples.
    Obrigada por disponibilizar esses textos, e se continuar assim, fica realmente difícil não continuar com os elogios!!
    Beijocas Paola

    ResponderExcluir
  9. oie oie prof,
    achei bem interessante a associação que o texto traz. Ja havia escutado sobre o assunto mais agora enriqueci meu conhecimento ainda mais. Muito bom a visao fisiologica se ampliando a assuntos que emglobam o ser naturologo e o entender e visualizar um interagente a partir de sua respiração entre outros aspectos.
    grata e desculpa a demora!
    Maira

    ResponderExcluir
  10. Muito do que o texto traz eu já conhecia por ter feito yoga e a professora sempre ter nos orientado e nos informado da importância de se ter uma respiração correta. Apesar disso, achei ele interessante, mesmo porque me adicionou mais alguns conteúdos que tinha apenas ouvido falar, mas que agora sei que são científicos.

    ResponderExcluir
  11. Encerram-se os comentários que valem pontuação!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Gestação consciente - Eleanor Luzes

Caros alunos da Embriologia!

Gostaria de divulgar a vocês, principalmente ao pessoal da Psicologia o link abaixo. O texto em pdf pode ser baixado. Trata-se de um dos capítulos da tese de doutorado de Eleanor Madruga Luzes.  Capítulo II - Gestação consciente. (http://media.wix.com/ugd/e5bd94_feb92b33bf4df4c2438aa7d0ca48ca74.pdf) Eleanor é médica, psiquiatra, analista junguiana há 31 anos, trabalhou durante três anos em obstetrícia, foi professora primária.Tem mestrado em Psicologia, na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e é doutora pelo Instituto de Psicologia da mesma universidade, com a tese de doutorado sobre a “Necessidade do Ensino da Ciência do Início da Vida” nas escolas do segundo e terceiro graus. Sua história e o restante da tese estão disponíveis no site abaixo. /http://www.cienciadoiniciodavida.org/

Faz tempo, mas venho com um artigo show!!!!

Oi, povo amado!

Depois de algum tempo consigo estar aqui e postar novamente. Correria pura, me desculpem!
Bem, hoje fazendo minhas leituras semanais me deparei com este artigo no site do Massachusetts Intitute of Techonology, mais especificamente no link MIT NEWS.

“Body on a chip” could improve drug evaluation"
A Dra. Linda Griffith criou em seu laboratório uma espécie de chip capaz de conter até dez diferentes tipos de tecido humanos que receberão ao mesmo tempo, por uma espécie de bomba um fluido contendo a droga a ser testada. Tal façanha permite avaliar como os tecidos reponde de forma integrada a administração de uma determinada droga! Sensacional! Não podia deixar de postar!
O artigo na integra encontra-se no link abaixo. Não deixe de ler! É só clicar no título abaixo.

Body on a chip


O Renascimento do Parto 2 - PROMOCIONAL com parto pélvico - 2016

As primeiras palavras são fortes e esclarecedoras. As cenas falam por si! Lindíssimo!!! Emocionante!

Cenas de parto!